segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O gigante me fez acordar



A vontade de desistir um dia foi grande, a demência fez com que não acreditasse na luz da esperança.

Pequenas coisas, tão banais, controversas manipuladas dava total liberdade que entrasse conscientemente em minha vida.

 Um dia feliz um dia triste e outro dia mais ou menos nem feliz e nem triste! Era sim que me sentia, por mais que o mundo mostrava o lado positivo cegava propositalmente a ideia de um novo sorriso desabrochar.

 Calada, sem expectativa, adormeci acordada no relento da mais pura realidade vi meus sonhos paralisados, sem reação, olhei, fixei, pensei, não pode ser eu, covarde, diminuída, com pena de minha própria criatura, essa não sou eu, porem amado sou, querida sou, o que mais quero se tem um Deus grande e poderoso que me ama.

 Sim! O gigante me fez acordar da realidade que adormecia acordada, as controversas manipuladas já não existiam mais, revivi, tudo mais uma vez, mais só no pensamento, precisava lembrar-se da dor que me causaste profundamente quando estava distante do meu Senhor Deus, decidir seguir o caminho mais completo e prazeroso de uma vida digna de muitos sorrisos abundantes, essa sou eu confiante e esperançosa, na palavra justa e perfeita apenas um único Senhor tem, Senhor Deus!